Assunto de repercussão nacional, o aumento no preço de combustíveis tem gerado também bastante atenção em Arapongas. Com isso, o Procon realizou nesta sexta-feira, 19, visitas em 26 postos de abastecimento do município. Nesta primeira etapa, o objetivo central foi o de orientar e também solicitar dos proprietários ou responsáveis as notas de compra e venda dos combustíveis (gasolina, álcool e diesel) referentes aos dias 20/12/2020 a 25/02/2021. “Entregamos em cada posto uma notificação requisitando a entrega das notas de compra e venda desses combustíveis. É importante fazermos essa checagem. Além disso, fiscalizamos e levantamos questões voltadas aos preços estampados em cada um desses estabelecimentos. A participação do Procon nesse momento é fundamental. Vamos atuar de maneira a garantir os direitos dos consumidores”, afirma o coordenador executivo do Procon, Gabriel Esper. 
O prazo estipulado para a entrega das notas fiscais por parte dos postos de combustíveis ao Procon é de 10 dias. “Tudo transcorreu de maneira tranquila. Ouvimos também os anseios e dúvidas dos proprietários, bem como dos consumidores”, acrescentou Esper.  Em um projeto futuro, o Procon Arapongas quer implementar o modelo mensal de entrega dessas notas – para verificação e fiscalização –  sem que haja a necessidade de ser requerido pelo órgão. 
Segundo anunciado pela Petrobras – na última quinta-feira, 18 – com o novo aumento médio, na refinaria os preços por litro da gasolina chegaram a R$ 2,48 e por litro de diesel a R$ 2,58. A partir desta sexta-feira, 19, o reajuste aplicado é de R$ 0,23 para o litro da gasolina e de R$ 0,34 para o diesel.