Levantamento da votação da consulta pública dos colégios cívico-militares, fechado ontem pelo Núcleo Regional da Educação (NRE) de Apucarana, aponta grande aceitação do novo modelo pela comunidade escolar. Das oito escolas pertencentes ao NRE, todas aprovaram o projeto de transição até a noite de ontem.

Conforme Cristiane Pablos Rossetti, chefe do NRE Apucarana, o Colégio Estadual Olavo Bilac, de Faxinal; o Colégio Estadual de Jandaia; a Escola Estadual Padre José Canale e o Colégio Estadual Tadashi Enomoto, de Apucarana; e o Colégio Walfredo Silveira Corrêa, de Arapongas, atingiram os votos para se tornarem cívico-militares já pela manhã de ontem. À tarde, a votação também atingiu quórum e aprovação no Colégio Estadual Prefeito Carlos Massaretto, de Apucarana; e o Colégio Estadual Francisco Ferreira Bastos de Arapongas.

Dos selecionados, o maior colégio indicado, o Marquês de Caravelas, de Arapongas, alcançou quórum necessário – 50% dos votantes mais 1 pessoa  para definição do referendo – apenas na noite de ontem. 

“Foi muito bom o resultado. A comunidade está dizendo “sim” para a proposta”, afirma Cristiane, destacando que a chuva de ontem atrapalhou um pouco a movimentação de pais. 

Na região do NRE de Ivaiporã, duas escolas foram selecionadas para abrigar o projeto: Idália Rocha e Antônio Diniz Pereira. O órgão informou que ambas alcançaram quórum, mas que o resultado da votação só seria divulgado depois do encerramento da votação.

PRORROGAÇÃO

Para garantir quórum mínimo, a Secretaria da Educação e do Esporte do Paraná prorrogou o prazo de votação na consulta pública que seria encerrada ontem. Contudo, nas escolas onde o resultado já foi definido a votação já foi encerrada. 

Balanço parcial, fechado na tarde de ontem aponta que das 217 escolas selecionadas em todo estado, 115 tinham alcançado o quórum de votação.