A atriz Juliana Paes perdeu cerca de R$ 500 mil após cair em um golpe. De acordo com a polícia de São Paulo, que está à frente do caso, Juliana foi lesada após assinar um contrato com a empresa chamada F2S Intermed de Negócios. 

Conforme as autoridades, a atriz depositou a quantia em uma conta. No entanto, o homem que se passava por proprietário da empresa desapareceu, junto com o dinheiro de Juliana. Ainda de acordo com a polícia, o ator Murilo Rosa e o jogador Luís Fabiano também foram prejudicados neste mesmo esquema. 

Segundo as informações da colunista Fábia Oliveira, do jornal O dia, Paes não fez as negociações diretamente com o suposto golpista. O acordo ocorreu em maio de 2018, por meio de um consultor financeiro de sua confiança, também vítima do golpe. Na proposta, o dinheiro investido seria usado na compra de carros que seriam revendidos, rendendo de 4% a 8%, o que nunca aconteceu.

No mês de maio deste ano, o Ministério Público de São Paulo pediu a prisão preventiva de três homens, sendo um deles o dono da F2S, e de uma mulher, que seria sua esposa. De acordo com o MP, ela recebia, por meio de uma conta bancária pessoal, os altos valores que as vítimas depositavam na conta bancária da F2S.

A apuração, feita a partir da quebra de sigilo bancário, revelou que entre os meses de maio e julho de 2018 houve uma movimentação de quase R$ 6 milhões. A Justiça aceitou a denúncia, tornando todos os suspeitos réus no processo. Entretanto, o pedido de prisão foi rejeitado.

Com informações; Metrópoles.