As tarifas de pedágio praticadas pela concessionária RodoNorte terão valor 30% maior a partir da zero hora de 14 de outubro no Paraná.  A mudança de preço ocorre por conta da conclusão de acordo de leniência feito com o Ministério Público Federal do Paraná que entrou em vigor em abril do ano passado. 

Na época, houve redução de 30% da tarifa de pedágio em favor dos usuários nas praças em todo o trecho sob administração da concessionária como parte do acordo firmado entre a RodonNorte e o MPF, no âmbito da operação da Operação Lava-Jato, que investigou um esquema de corrupção e lavagem de dinheiro com a participação de políticos, agentes públicos e órgãos como o Departamento de Estradas de Rodagem (DER/PR)  

Em nota, a concessionária destaca que “iniciado em 27 de abril de 2019, o acordo estabelece que a redução tarifária perdurará até que seja alcançado o valor de R$ 350 milhões. Com o cumprimento dessa obrigação, a tarifa deverá retornar ao valor original à zero hora do dia 14/10/2020. A concessionária segue cumprindo todas as demais obrigações previstas no acordo assinado com o MPF”, diz a nota. O acordo total envolve R$ 750 milhões, dos quais R$ 350 milhões eram referentes à redução tarifária.  

Com o cumprimento das condições do acordo, as tarifas na área de concessão da empresa voltam aos valores anteriores. Na região, as três praças de pedágio no trajeto entre Apucarana e Ponta Grossa, atualmente com tarifa de R$ 8,10 para automóveis voltam a cobrar R$ 11,60.