O último boletim epidemiológico do Ministério da Saúde, divulgado na noite desta quarta-feira (28), mostra mais 1.344 novos óbitos relacionados à Covid-19. Com a atualização, o total de mortes acumuladas no país chegou a 553,1 mil. São Paulo é o estado com mais vidas perdidas na pandemia, com 138.101 vítimas.

O informe mostra ainda a confirmação de mais 48.013 diagnósticos positivos da doença em 24 horas, chegando a 19,7 milhões de brasileiros que já foram infectados pelo novo coronavírus. Destes, 18,5 milhões estão recuperados da Covid-19. 

A taxa de letalidade, que é resultado do total de óbitos entre o total de infectados, está em 2,8% no Brasil. O estado com a menor taxa é Roraima e o que possui a maior taxa é o Rio de Janeiro. Confira:

Taxa de letalidade nos estados 

  • Rio de Janeiro – 5,75%
  • São Paulo – 3,43%
  • Amazonas – 3,25%
  • Pernambuco – 3,18%
  • Maranhão – 2,86%
  • Goiás – 2,81%
  • Pará – 2,80%
  • Mato Grosso – 2,58%
  • Minas Gerais – 2,57%
  • Ceará – 2,56%
  • Paraná – 2,54%
  • Alagoas – 2,52%
  • Mato Grosso do Sul – 2,51%
  • Rondônia – 2,47%
  • Rio Grande do Sul – 2,44%
  • Piauí – 2,21%
  • Espírito Santo – 2,19%
  • Sergipe – 2,16%
  • Bahia – 2,16%
  • Distrito Federal – 2,14%
  • Paraíba – 2,14%
  • Acre – 2,07%
  • Rio Grande do Norte – 1,97%
  • Tocantins – 1,67%
  • Santa Catarina – 1,61%
  • Amapá – 1,57%
  • Roraima – 1,54%           

Entre os municípios, São Luiz do Paraitinga (SP) tem a maior letalidade do país: 28,95%. Na sequência, vêm Boa Vista do Gurupi (MA), com 26,67%; Miravânia (MG), com 20%; Paço do Lumiar (MA), que registra 16,32%; e Ribeirão (PE), cujo índice é de 15,84%. 

Do outro lado da lista, entre os municípios com as menores taxas de letalidade do Brasil, várias cidades aparecem com índice de zero, por não terem registrado óbitos, como São Francisco do Brejão (MA), Santa Filomena do Maranhão (MA), Patis (MG), Bonito de Minas (MG) e Massapê do Piauí (PI), todas com mais de 5 mil habitantes.

Acesse as informações sobre a Covid-19 no seu estado e município no portal brasil61.com/painelcovid.  

Fonte: Brasil 61