A Secretaria de Saúde, através do Controle de Endemias está realizando nesta quinta-feira, 18, um reforço para a conscientização no combate ao mosquito causador da dengue – entre outras doenças como a zica e chikungunya, o aedes aegypti. No Paço Municipal, nos três Pronto Atendimento 18 Horas (Cj. Flamingos, Zona Sul e Jd. Petrópolis) e Jaime de Lima foram instaladas faixas com o seguinte aviso: “ DENGUE, a melhor prevenção é a sua participação. #todosnocombate/ Estamos em alerta!”. O objetivo central é chamar cada vez mais a atenção da população para os cuidados básicos, porém, essenciais no combate e prevenção. Faixas com os mesmos dizeres serão instaladas em demais espaços públicos, entre eles, as Escolas Municipais. Banners de orientação também estão em sendo colocados em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS’s). “ No decorrer desta semana, estamos fazendo essas ações, que visam promover a conscientização nas pessoas. É importante a união de um todo para combatermos de frente a dengue. Com a Covid-19 em alta, nós não podemos nos esquecer que a dengue também pode tirar vidas. A prevenção é sempre o melhor remédio”, diz o coordenador do Controle de Endemias, Valdecir Pardini. Os agentes de combate a endemias também atuam de casa em casa, levando orientações – com a entrega de panfletos – além dos serviços fiscalização e eliminação dos focos. E também visitas periódicas nos locais estratégicos, como borracharias, cemitério e ferros-velhos.

O secretário da Saúde de Arapongas, Moacir Paludetto Jr, relembra que diferentemente de alguns municípios, no ano passado, Arapongas não registrou epidemia de dengue. “ Obtivemos índices que nos permitiram não estarmos em epidemia, entre os municípios com mais de 100 mil habitantes. Estamos trabalhando para repetir esse feito, para não entrarmos novamente em epidemia. Por isso, temos reforçado as ações, e também buscando conscientizar cada vez mais a população”, frisa.

DADOS – O mais recente Informe Epidemiológico, de 07/03 a 13/03 registra 289 notificações; 227 casos negativos; 50 em investigação e 12 casos confirmados de dengue – sendo 01 autóctone e 11 importados. Da semana anterior – referente a 28/02 a 06/03 – para cá houve um aumento de dois casos positivos.  

Denúncias

Unindo forças e contribuindo com a fiscalização, o Controle de Endemias orienta para as denúncias em relação ao descarte de lixo em terrenos baldios – que culminam em criadouros para o mosquito da dengue. Esses casos e demais situações relacionadas devem ser relatados através do telefone 3902-1079.