Fluxo de pessoas no Parque Ecológico da Raposa causa preocupação entre autoridades da saúde pública  

Em nova reunião de avaliação do número de casos, óbitos, ocupação de leitos de UTI, testagem de pessoas, trabalho de monitoramento e funcionamento do Pronto Atendimento do Coronavírus, o prefeito Junior da Femac e a direção da Autarquia Municipal da Saúde anunciaram hoje (14) uma intensificação no trabalho de orientação nos parques da cidade. O trabalho já desenvolvido em conjunto pela Guarda Municipal, Polícia Militar e Saúde do município será mantido e ampliado a partir do próximo final de semana.

“Nossa preocupação está ainda maior com a chegada das altas temperaturas porque propicia aglomeração. As pessoas vão em busca de locais públicos como nossos parques e não vamos esmorecer no trabalho de orientação e conscientização que este tempo de pandemia exige”, afirma o diretor presidente da AMS, Roberto Kaneta, que participou da reunião de avaliação ao lado do vice-presidente da AMS, Emídio Bachiega e ao superintendente da Atenção Básica, Marcelo Viana de Castro.

No encontro foi destacada a grande adesão do uso da máscara especialmente na área central da cidade. “Detectamos esse comportamento e ficamos muito gratos. Isso é fruto do grande trabalho de conscientização que a prefeitura vem mantendo desde o início da pandemia, como acontece durante a ‘live do coronavírus’ transmitida de segunda a sexta-feira, às 18h30, no endereço do Facebook Informativo Coronavírus Apucarana, e conduzida ultimamente pelos diretores da saúde municipal.

Roberto Kaneta pede para a população manter o hábito de uso das máscaras, um fator decisivo para a volta gradativa das atividades. “O uso da máscara por todas as pessoas no mesmo ambiente garante uma proteção de até 90%. Com essa medida, associada à higienização das mãos, vamos conseguir manter Apucarana num patamar positivamente diferenciado de outras cidades da região nesta pandemia. Graças à adesão das pessoas ao uso de máscara nossa cidade está nesta situação mais controlada de casos e óbitos da Covid-19”, observa Kaneta.